O governo de Getúlio Vargas (1930-1945)


Lomadee, uma nova espcie na web. A maior plataforma de afiliados da Amrica Latina.

A elite econômica que esteve a frente das decisões políticas do país nos primeiros anos da república foram os setores ligados da produção de leite e principalmente a elite ligada ao café. A crise de 1929 provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York gerou graves consequências em todo mundo capitalista e no Brasil não foi diferente.
A crise econômica diminuiu significativamente o mercado consumidor do café brasileiro. Perdendo o poder econômico, os cafeicultores perdiam cada vez mais o poder político e o espaço deixado por está elite econômica foi ocupado pela burguesia ligada à grande indústria, que escolheram Getúlio Vargas como principal representante político.
Apoiado pela grande indústria, Getúlio Vargas dá o golpe que ficou conhecido como a revolução de 1930. Dessa forma, Getúlio Vargas assume o poder em 1930 e permanece no cargo até 1945. Seu governo pode ser dividido em partes, onde podemos atribuir a elas características bem específicas.
A primeira fase é chamado governo provisório (1930-1934), onde o presidente tomou uma série de medidas que que fortaleciam seu poder como acabar com órgãos do poder legislativo,  a suspensão da constituição que estava em vigor  e a nomeação de interventores de sua absoluta confiança.
Ainda na fase provisória, Getúlio Vargas aprovou a 3° constituição do Brasil, onde mudanças importantes foram introduzidas:
  • A corrupção eleitoral foi combatida com o voto secreto.
  • O voto feminino.
  • Os direitos trabalhistas.
  • A justiça eleitoral.
  • O ensino primário gratuito.
Nas eleições de 1934 Getúlio Vargas saiu vitorioso, mas os efeitos da crise de 29 ainda afetavam a economia do Brasil e ,por isso, o governo foi abrigado a congelar os salários, aumentando o desemprego e o custo de vida.
Com o pretexto de que o Brasil precisava livrar-se da ameaça comunista, Vargas  impôs uma constituição autoritária, fechando o congresso e mandando prender adversários políticos. Com isso, Getúlio Vargas implantou uma ditadura conhecida como Estado novo em 1937.
A constituição de 1937 permitia ao presidente nomear interventores para os Estados e impor as leis. No contexto internacional, o mundo vivia a luta contra  as ditaduras nazi-fascistas no front da segunda guerra mundial e muitos brasileiros aproveitaram para lutar contra a ditadura do Estado novo. Com a oposição ao governo cada vez mais fortalecida, Getúlio Vargas marca eleições diretas para 1945. Mas, temendo o movimento queria a permanecia de Getúlio (queremismo), tropas federais cercaram o palácio do governo, obrigando Getúlio Vargas a renunciar.       
Para saber sobre a propaganda política do Estado novo clique aqui.

0 comentários:

Postar um comentário